Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 31 de março de 2012

Viver Kardec

Kardec, na visão do artista Monvoisin

"Viver Kardec"


Allan Kardec

Nos estudos

Nas cogitações,

Nas atividades,

Nas obras.

A fim de que a nossa fé não se faça hipnose, pela qual o Domínio, da sombra se estabelece sobre as mentes mais fracas, acorrentando-as a séculos de ilusão e sofrimento.

Seja Allan Kardec:-
- Não apenas crido ou manifestado,
- Apregoado ou manifestado,
- A nossa bandeira, mas suficientemente vivido, sofrido, chorado, realizado em nossas próprias vidas.

Sem essa base é difícil forjar o caráter espírita cristão que  o mundo espera de nós pela unificação.

Dr. Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti
29/08/1831 ---  11/04/1900

A trajetória de um ser iluminado na Terra:-
Onde exerceu a função de:-
 
- Médico,
- Político,
- Escritor,
- Conselheiro,
- Pai,
- Esposo,
- Espírita. 

E acima de tudo:-
- Exerceu a fraternidade
- E a caridade entre os homens 
Mas...
Não deixou de viver
E ser feliz... 


Bezerra de Menezes








Jesus, Kardec e Chico Xavier

Página recebida pelo médium Francisco Cândido Xavier

Um abraço é a uma forma de dar e demonstrar o nosso afeto sem falar.              

É um gesto de ternura vindo do coração, um profundo beijo na alma, uma carícia na forma mais pura.

 

A Força do Olhar


"A força do Olhar"


Os olhos são portais da alma!

Neste mundo, onde as pessoas vivem representanto personagens, muitas vezes bem diferentes do que realmente são, o olhar jamais as deixa mentir...

Ultimamente, tenho pensado muito nisto e procurado observar mais atentamente, o que os olhos que me fitam, me dizem.

Inúmeras vezes, percebo que refletem tanta tristeza, profundo pesar, enquanto os lábios forçam um riso fingido e as palavras tentam demonstrar alegria.

Os olhos não mentem jamais.

É através deles que o Amor verdadeiro se expressa, mesmo que o momento seja inconveniente.

A mágoa transparece, apesar do perdão pronunciado.

A tristeza inunda o ambiente de uma névoa pesada, mesmo que se esteja numa festa.

Tudo isto porque a nossa essência nos rege, apesar de nosso ego teimar em viver afastado dela, muitas vezes procurando copiar a vida de outros, a moda, tentando levar uma vida mais voltada para as coisas práticas e materiais.

Os nossos olhos falam.

Uma linguagem mais verdadeira, dificilmente expressa por palavras.

E nos contradizem completamente, quando não estamos sendo verdadeiros.

Os olhos abençõam, amenizam o dor do outro, levam Paz e Alegria, mas também podem fazer muito mal, quando saturados de ódio, de raiva, de inveja.

É importante olhar...

Quando alguém nos fala, quando alguém diz que nos ama, quando alguém nos conta algo, olhar cuidadosamente nos olhos, nos transporta para algum lugar, talvez muito diferente, do que aquele para o qual as palavras estão tentando nos conduzir.

Mentir, trapacear é até fácil.

Há pessoas que são mestras nisto.

Mas mascarar um olhar, é impossível.

Os encontros eternos se iniciam com um olhar...

Instala-se, então, um saber interior, que a razão jamais poderá explicar e que perdura, independente das circunstâncias.

Qual de nós de esquece de um olhar amoroso recebido de alguém?

Aquela sensação gostosa, cálida, sempre será revivida, quando recordada.

Existe nada mais terrível do que um olhar de ódio, quando nos é dirigido?

Um olhar de crítica?

De menosprezo?

Enfim, é bom nos lembrarmos de que as bocas podem mentir, mas os olhos as desmentem e revelam o que nossas almas sentem!


Maria Cristina


www.somostodosum.ig.com.br/clube/c.asp?id=18499

Ana Maria Jr.
amg.oliveira@ig.com.br

www.nadalem.com

04.07.09

20/01/2012

20:23hs


sexta-feira, 30 de março de 2012

Muitas Flores para você!



"Muitas Flores para você!"



Pela Paz que você semeia!


Pelas Verdades que você afirma!


Pela Alegria que você transmite!


Pela Justiça que você defende!


Pela Beleza que só você tem!


Pela doce Simplicidade dos seus gestos!


Pelo seu Abraço gostoso!


Pelo Brilho do seu olhar!


Pela Sabedoria que guia seus atos!



Pelo Amor que dedica às pessoas, às plantas e aos animais!



Pela sua constante busca da Felicidade!


E por encontrar nessa busca, a Felicidade!



Por ser parte de uma Família tão especial!



Pela sua Sensibilidade!


Por tudo o que Você é!



Todas essas flores,




São para Você!




E quem lhe enviou,



Acha que são poucas



Pois você tem o dom de transformar a Vida dos que se aproximam de você!



No mais lindo jardim!




Com todo o carinho!!!


Recebido por e-mail da Amiga Marina




O olhar de Verissimo sobre o BBB




"O olhar de Verissimo sobre o BBB"

Luis Fernando Veríssimo  
 É cronista e escritor brasileiro

Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil - BBB, produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço.
 
A nova edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira.
 
Chega a ser difícil encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência. 

Dizem que Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. 
 
O BBB  é a pura e suprema banalização do sexo. 
 
Impossível assistir ver este programa ao lado dos filhos. 
 
Gays, lésbicas, heteros...todos na mesma casa, a casa dos “heróis”, como são chamados por Pedro Bial, o Canalha.
 
Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o que quer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ou heterossexuais.
 
O BBB  é a realidade em busca do IBOPE.  
 
Veja como Pedro Bial, o Canalha, tratou os participantes do BBB. 
 
Ele prometeu um “zoológico humano divertido” . 
 
Não sei se será divertido, mas parece bem variado na sua mistura de clichês e figuras típicas.


Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial, o Canalha, que, faça-se justiça, cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível.
 
Em um e-mail que recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo.
 
Eu gostaria de perguntar se ele não pensa que esse programa, é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.

Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. 
 
Caminho árduo? 
 
Heróis? 
 
São esses os  nossos exemplos de heróis? 
 
Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros, profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores), carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor e quase sempre são mal remunerados. 

Heróis são milhares de brasileiros que sequer tem um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir, e conseguem sobreviver a isso todo dia.

Heróis são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas, porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna.
 
Heróis são inúmeras pessoas, entidades sociais e beneficentes, Ongs, voluntários, igrejas e hospitais que se dedicam ao cuidado de carentes, doentes e necessitados .

Heróis são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada meses atrás pela própria Rede Globo. 

O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo:-
-o incentivo ao esporte,
- à música,
- à criatividade ou 
- ao ensino de conceitos como:-
- valor,
- ética, 
- trabalho e 
- moral. 
 
São apenas pessoas que se prestam a comer, beber, tomar sol, fofocar, dormir e agir estupidamente para que, ao final do programa, o “escolhido” receba um milhão e meio de reais. 
 
E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a "entender o comportamento humano". 
 
Ah, tenha dó!!!

Veja o que está por de tra$$$$$$$$$ $$$$$$$ do BBB:-
- José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se 29.000.000 ( vinte e nove milhões) de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam R$ 8.700.000 (oito milhões e setecentos mil reais). 
 
 Eu vou repetir:-
- R$ 8.700.000  (oito milhões e setecentos mil reais) a cada paredão.

Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada a:-
- programas de inclusão social, 
- moradia, 
- alimentação, 
- ensino e 
- saúde de muitos brasileiros?
 
- Poderia ser feito mais de 520 casas populares; 
 
- ou comprar mais de 5.000 computadores.
Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores.
 
Em vez de assistir ao BBB, que tal:-
- ler um livro, 
 
- um poema de Mário Quintana
 
- ou de Neruda ou qualquer outra coisa..., 
 
- ir ao cinema...., 
 
- estudar... , 
 
- ouvir boa música..., 
 
- cuidar das flores e jardins... , 
 
- telefonar para um amigo... ,
 
- visitar os avós... ,
 
- pescar...,
 
- brincar com as crianças... , 
 
- namorar... 
 
- ou simplesmente dormir. 
 
"Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rios de dinheiro e destruir o que ainda resta dos valores sobre os quais foi construído nossa sociedade."


"Se cada um fizer a sua parte em reenviar estarei satisfeito"
 ISTA VERISSIMO !
Luis Fernando Veríssimo
 É cronista e escritor brasileiro

 

quinta-feira, 29 de março de 2012

Fonte Oculta

 

"Fonte Oculta"

Os homens de hoje dispõem de máquinas que os auxiliam a ganhar tempo, mas não a calma, diante das provações que se lhes fazem necessárias.

***

Por outro lado,  a fortuna amoedada, quando não dirigida para o trabalho edificante e para as realizações do bem ao próximo, é suscetível de estabelecer inquietações permanentes.


***
Na mesma ordem de pensamento, a força do poder, apesar das vantagens que é capaz de criar na vida comunitária, quase sempre, é um celeiro de ansiedades e incompreensões.

***

A paz, por isso, tão ardentemente anelada, é comparável a uma cobertura, entretecida com fragmentos de alegria, como sejam:-

- o retorno de uma pessoa querida, ausente desde muito,

- o reajuste do equilíbrio orgânico,

- a satisfação das dívidas pagas,

- o abraço de um Amigo,

- um carta, mensageira de reconforto,

- alguns momentos de convívio com a Natureza,

- a visão do azul no firmamento,

- a presença de uma criança,

- o sorriso de alguém,

-  o carinho de um animal que nos partilhe o ambiente,

- os momentos de oração.

***


A paz que jamais se compra, é uma luz anterior que nos clareia o caminho para o encontro do melhor que Deus nos reserva, entretanto, estejamos convencidos de que nas  bases da consciência, em que a paz encontra nascedouro, jaz a fonte oculta da paciência.

                                                                         
De "Confia e Segue"
Francisco Cândido Xavier
Pelo espírito Emmanuel




INTERROGAÇÃO DO MESTRE


"Interrogação do Mestre"



"Que aproveita ao homem granjear o mundo todo, perdendo-se ou prejudicando a si mesmo?" - Jesus (Lucas, 9:25)

Em verdade, com a força associada à inteligência, pode o homem  terrestre:-

- revolver o solo planetário;

- sugar os benefícios da Terra;

- incentivar interesses personalistas;

- erguer arranha-céus nas cidades maravilhosas;

- construir palácios para o ninho doméstico;

- elevar-se ao firmamento em máquinas possantes;

- consultar os abismos do mar;

- atravessar oceanos em navios velozes;

- estender utilidades no plano da civilização;

- criar paraísos de fantasia para os sentidos corporais;

- monopolizar os negócios do mundo;

- abrir estradas ligando continentes e povos;

- conversar à distância de milhares de quilômetros;

- dominar o dia que passa em carros de triunfo;

- substituir os ídolos de barro no altar da ilusão;

- formar exércitos poderosos, consagrados à morte;

- forjar espadas e canhões;

- ditar duras leis aos mais fracos;

- gritar a palavra de ódio em tribunais de ouro;

- exercer a vingança, oprimir, gozar, amaldiçoar...

Em verdade, o homem, usufrutuário da Terra e depositário de confiança de Deus, pode fazer tudo isso; contudo, que lhe aproveitará tamanha exaltação se, distraído de si mesmo, se vale das glórias da inteligência para precipitar-se nos despenhadeiros da treva e da morte?

De "Segue-me!..."

Francisco Cândido Xavier

pelo Espírito Emmanuel

 

quarta-feira, 28 de março de 2012

Aprendiz da Vida!

"Aprendiz da Vida!"

Um dia desses, na sala de espera de um consultório médico, percebi, solta entre as revistas, uma folha de papel.
 
A curiosidade fez com que a tomasse para ler o conteúdo.
 
Era uma bela mensagem que alguém havia escrito.
 
O título, interessante e curioso:-
 
- "Aprendi..."
E dizia o seguinte:-
Aprendi 
 
- Que não posso exigir o Amor de ninguém, posso apenas dar boas razões para que gostem de mim e ter paciência, para que a vida faça o resto.
Aprendi 
Que não importa o quanto certas coisas sejam importantes para mim, tem gente que não dá a mínima e eu jamais conseguirei convencê-las.
Aprendi
Que posso passar anos construindo uma verdade e destruí-la em apenas alguns segundos.
Aprendi
Que posso usar meu charme por apenas 5 (cinco ) minutos...
...depois disso, preciso saber do estou falando.
 
Eu aprendi
Que posso fazer algo em 1 ( um ) minuto e ter que responder por isso o resto da vida.
 
Aprendi
 
Que por mais que se corte um pão, cada fatia continua tendo 2 (duas) faces...
 
...E o mesmo vale para tudo o que cortamos em nosso caminho.
Aprendi
Que vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser...
 
E que devo ter paciência.
Mas, aprendi também,
que posso ir além dos limites que eu própria coloquei.
Aprendi
Que preciso escolher entre controlar meus pensamentos ou ser controlado por eles.
Aprendi
Que os heróis são pessoas que fazem o que devem fazer "naquele" momento, independentemente do medo que sentem.
Aprendi
Que perdoar exige muita prática e que há muita gente que gosta de mim, mas não consegue demonstrá-lo.
Aprendi
Que nos momentos mais difíceis, a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar as coisas.
Aprendi
Que posso ficar furioso.
 
Tenho direito de me irritar, mas não tenho o direito de ser cruel.
Aprendi
E repasso ao mundo, que jamais posso dizer a uma criança que SEUS SONHOS SÃO IMPOSSÍVEIS, pois seria uma tragédia para o mundo se eu conseguisse convencê-la disso.
Eu aprendi
Que meu melhor Amigo vai me machucar de vez em quando...
 
E que eu tenho que me acostumar com isso.
Aprendi
Que não é o bastante ser perdoado pelos outros...
 
Eu preciso me perdoar primeiro. 
Aprendi que
Não importa o quanto meu coração esteja sofrendo, o mundo não vai parar por causa disso.
Eu aprendi
Que as circunstâncias de minha infância são responsáveis pelo que eu sou, mas não pelas escolhas que eu faço quando adulto.
Aprendi que
Numa briga, eu preciso escolher de que lado estou, mesmo quando não quero me envolver.
Aprendi
Que, quando duas pessoas discutem, não significa que elas se odeiem, e quando duas pessoa não discutem, não significa que elas se amem.
Aprendi que
Por mais que eu queira proteger os meus filhos, eles vão se machucar e eu também.
 
Isso faz parte da vida.
 
Aprendi
Que a minha existência pode mudar para sempre, em poucas horas, por causa de gente que eu nunca vi antes.
Aprendi
Também que diplomas na parede não me fazem mais respeitável, nem mais sábio.
Aprendi
Que as palavras de amor perdem o sentido, quando usadas sem critérios.
E que Amigos não são apenas para guardar no fundo do peito, mas para mostrar que são Amigos.
Aprendi
Que certas pessoas vão embora de nossa vida de qualquer maneira, mesmo que desejemos retê-las para sempre.
Aprendi, afinal,
Que é difícil traçar uma linha entre ser gentil, não ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas em que acredito.
Com essa folha de papel
Eu aprendi
Que ainda tenho muito a aprender em minha vida.
Com todo o meu carinho para vocês que continuam me ensinando como viver.
A Vida é uma obra de arte!
Recebido por e-mail do Amigo Arlei 

Nosso olhar indiferente


"Nosso olhar indiferente"


Nosso olhar indiferente pelas ruas vagas.
Descrente?
Nosso olhar indiferente já se acostumou a ver criaturas...
Indigentes.
Nosso olhar indiferente...
Ah!!!
Nosso olhar indiferente, que tanto poderia ser indulgente, não quer perceber esta gente, temerosa do quanto lhe poderá ser duro  o futuro, ainda mais do que já lhe é um infortúino o presente.
E o nosso olhar...
Sempre indiferente.
Indiferente o nosso olhar,
Olha, mas não vê...
Porque não quer.
Indiferente o nosso olhar de mães observa filhos de outras mulheres...
Tão carentes!!!

Pais dão guloseimas ao filhos em locais de infantil diversão.
E negam tudo aos semelhantes.
"Dá-me um tostão, moça, para comprar um pão?"
Já nem há nosso olhar, então.
Afastamo-nos.


Depressa.

Munidos de nenhuma compaixão.
Ou fechamos o vidro de nossos carros, e de nossos corações  blindados.
E dizemos que estas mães preguiçosas...

Usam os filhinhos para comover-nos.
E se fôssemos nós os flanelinhas,
- os que esmolam
- os que mendigam,
- os que se atormentam, em noites de fomes?

Teríamos ainda este olhar glacial?
Por que gente?

Prementes?

Porque o nosso olhar se habituou com a exclusão social?
Por que esta maneira de olhar...

Fatal?
Sim, pois o nosso olhar mata.
Bane, exclui.
Impunemente.
Constatamos, tristemente, que o nosso lado humano é menos forte que o nosso lado animal.
Somos feras!!!
Instintivamente defendemos os que nos saem do próprio ventre, ou do próprio sêmen, ou do próprio orgulho.

Esquecidos de que a ira dos outros, deles, daqueles para quem lançamos nosso olhar indiferente, agita-se em um caldeirão de revolta.
E o mundo dá tantas voltas!!!
Pobres de nós!!!
Ou mudaremos plenamente...
Ou ainda mais punidos seremos pelo....
Nosso olhar indiferente!!!


Imagens:- Google

Texto:- Eliana Crivellari

Formatação:- adsrcatyb@terra.com.br

www.momentos-pps.com.br

terça-feira, 27 de março de 2012

Saudades de Jesus!





Em se tratando do querido Francisco Cândido Xavier, relativo a tantos episódios narrados por interlocutores que com ele conviveram e puderam se deleitar com sua doce presença e momentos felizes e alegres, há um destes, que é narrado pelo confrade Adelino da Silveira.

Narra que se encontravam na residência de Chico Xavier numa daquelas fases em que seu estado de saúde não lhe permitia deslocar-se até o Centro… 

No entanto uma multidão se comprimia lá na rua em frente, quando o portão se abriu, a fila de pessoas tinha alguns quarteirões. 

Como de hábito, foram passando uma a uma em frente ao Chico. 

Eram pessoas de todas as idades, de todas as condições sociais e dos mais distantes lugares do País.

Algumas diziam:-
- Eu só queria tocá-lo…

- Meu maior sonho era conhecê-lo…

- Só queria ouvir sua voz e apertar sua mão.

Muitos queriam notícias de familiares desencarnados, espantarem uma idéia de suicídio.

Outros nada diziam e nada pediam, só conseguiam chorar.

Bastava uma simples palavra do Chico, seus semblantes se transfiguravam, saíam sorridentes.

Adelino da Silveira, diante do cortejo inigualável, e especialmente pela maneira como Chico atendia a todos ficou a pensar:-
- “Meu Deus, a aura do Chico é tão boa…

Seu magnetismo é tão grande, que parece que pulveriza nossas dores e ameniza nossas ansiedades”.

Instantaneamente a este pensamento Chico se dirige ao confrade e lhe diz:-
- Comove-me a bondade de nossa gente em vir visitar-me. 

Não tenho mais nada para dar. 

Estou quase morto. 

Por que você acha que eles vêm?

A pergunta inesperada deixa-o perplexo e momentaneamente emudecido e pensando:-
- Meu Deus, frente a um homem desses, a gente não pode mentir nem dizer qualquer coisa que possa vir ofender a sua humildade (embora ele sempre diga que nunca se considerou humilde) e, logo recobrado do estupor diz ao Chico:-
- “Quando Jesus esteve conosco, onde quer que aparecesse, a multidão o cercava. 

Eram pessoas de todas as idades, de todas as classes sociais e dos mais distantes lugares. 

Muitos iam esperá-lo nas estradas, nas aldeias ou nas casas onde Ele se hospedava. Onde quer que aparecesse, uma multidão o cercava.

Tanto que Pedro lhe disse certa vez:-
- “Bem vês que a multidão te comprime”.

Zaqueu chegou a subir numa árvore somente para vê-lo. 

Ver, tocar, ouvir era só o que queriam as pessoas. 

Tudo isso passou pela minha cabeça com a rapidez de um relâmpago. 

E como ele continuava olhando para mim, conclui o raciocínio dizendo-lhe, acho que eles estão com saudades de Jesus”.

Conta Adelino que estas palavras foram tiradas do fundo do seu coração diante de um homem tão doce e amável que era, pois acreditava que elas não ofenderiam a sua modéstia.

Enquanto isso a multidão continuava desfilando a frente dele e todos lhe beijavam a mão e ele beijava a mão de todos.

Lá pelas tantas da noite, quando a fila havia diminuído sensivelmente, o confrade Adelino percebe que os lábios de Chico estavam sangrando, pois, ele havia beijado a mão de centena de pessoas. 

Adelino da Silveira fica com tanta pena daquele homem, que já contava com oitenta e oito anos, mais de setenta dedicados ao atendimento de pessoas, e lhe pergunta:-
- Chico, por que você beija a mão deles?

A resposta que recebeu o deixou ainda mais estupefato e admirando-o mais do que nunca, pois declara que a resposta marcou sua alma para a eternidade:-
- Porque não posso me curvar para beijar-lhes os pés.






Salve Kardec




Sobre a Terra de sombra e de amargura
A treva espessa e triste se fizera.
A Ciência e a Fé nas asas da quimera
Mais se afundavam pela noite escura.

A alma humana de então se desespera,

E eis que das luzes místicas da altura
Desce outra luz confortadora e pura,
De que o mundo infeliz se achava à espera.

E KARDEC recebe-a, sobre o abismo

Espalhando as lições do Espiritismo,
Em claridades de consolação.

Emissário da Luz e da Verdade,

Entrega ao coração da Humanidade
A Doutrina de Amor e Redenção.
Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier 

segunda-feira, 26 de março de 2012