Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Qual a missão do Espírito Protetor ?


Qual a missão do Espírito Protetor ? 

“A de um pai com relação aos filhos; a de guiar o seu protegido pela senda do bem, auxiliá-lo com seus conselhos, consolá-lo nas suas aflições, levantar-lhe o ânimo nas “provas da vida.”

O LIVRO DOS ESPÍRITOS

O processo de transferência de responsabilidade vigentes entre os encarnados, lentamente está sendo aplicado na Seara Espírita pela invigilância dos companheiros residentes na organização física.

Considerando os Instrutores Espirituais, Amigos Devotados e Incondicionais como realmente o são, para estes pretendem relegar, por ignorância doutrinária, as tarefas e realizações que lhes dizem respeito, justificando tal conduta com as referências de amor.

Amor para aqueles que assim pensam e agem significa servidão; e justiça, para eles, passa a ser conivência com os seus erros.

Convidados à fidelidade aos postulados de fé que afirmam abraçar, mediante o testemunho pelo sofrimento, gritam pelos Amigos Espirituais, rogando libertação das dores.

Diante de problemas que a serenidade e o discernimento podem solucionar, exoram aos Benfeitores Desencarnados, a fim de que afastem o fardo.


Incompreendidos nas atividades a que se dizem afervorados e fiéis, clamam pelos Espíritos Amorosos exigindo seja comprovada sua inocência.

Enfrentando dificuldades no lar, solicitam aos Inspiradores Espirituais que atendam a família, amenizando-lhes as provas domésticas.

Empreguismo, melhoria de “sorte”, afetos, posições de destaque são partes essenciais dos seus requerimentos aos Espíritos Superiores, no sentido de receberem no Mundo Maior tais concessões, sem qualquer esforço apreciável.

E quando enfrentam o portal da vida verdadeira, após a desencarnação, exigem a presença dos Espíritos Felizes para os conduzirem às Excelsas Mercês...

Há diversos desses exploradores espirituais que se dizem beneficiários contínuos dos Espíritos Nobres, continuando, no entanto, asseveram, “muito necessitados de socorro e orientação”.

Esquecem-se de que os Instrutores Sublimes orientam e socorrem mas não realizam as incumbências que não lhes dizem respeito, mesmo quando fortes vínculos do amor estreitado em múltiplas reencarnações, os ligam aos requerentes.

Sabem que evolução é tarefa individual intransferível e que as Divinas Leis não registram artigos de protecionismo especial ou de condescendência criminosa a benefício de uns e em detrimento de outros.

Não executam os Benfeitores Espirituais os compromissos dos seus pupilos, por conhecerem que o espírito ascende na jornada evolutiva, assinalado pelas condecorações próprias, isto é, as cicatrizes e os suores da experiência.

Sofrimento, dificuldade, limitação, doença são expressões de
aprendizagem para o uso correto dos recursos malbaratados ontem a escassearem hoje.

Ama, desse modo, os teus Protetores Espirituais e respeita-os.

Faze a tua parte conscientemente.

Apóia-te na dignidade do dever e realiza quanto te seja possível.

Encarregados pelos Excelsos Representantes de Jesus Cristo, teus Mentores Espirituais conhecem o programa dos teus compromissos e confiam no teu esforço, realizando a parte que lhes cabe desenvolver.

Respeita-os, Mentores Veneráveis que são, situados acima das questões que engendras e só a ti pertencem, orando ao Senhor nos instantes difíceis para que a inspiração do trabalho que deves executar flua generosa deles a ti, em intercâmbio refazente do qual retornes confiante e renovado.
  
João Huss convidado ao doloroso testemunho, traído e malsinado, orou ao Pai e deu-se à Verdade sem restrições, numa fogueira, após o que, suas cinzas foram atiradas sobre as águas do Reno...

Joana d’Arc, acossada e perseguida, confiou nas Vozes e sem solicitações inconcussas nem débeis, entregou-se ao Socorro Divino, orando, enquanto as labaredas lhe devoravam as carnes ...

Lucílio Vanini, confiando na Proteção Superior, foi acusado e queimado vivo, por ateismo, tendo sofrido, antes da morte, a extirpação da língua por tenazes poderosas...


E Allan Kardec, lutando contra adversários impiedosos em ambos os planos da vida, para fazer o legado da Mensagem Espírita à posteridade, embora dirigido pelo Espírito Verdade não transferiu o dever assumido antes do berço, entregando-se intemerato e incansável ao labor até a desencarnação, como a informar que os Mentores Espirituais ajudam, inspiram e socorrem, mas a tarefa a cada um compete executar.

Fonte - Espírito e Vida 
Joanna de Ângelis
Divaldo Pereira Franco

Evolução Humana


Evolução Humana

Enquanto as penosas transições do século XX se anunciam ao tinido sinistro das armas, as forças espirituais se reúnem para as grandes reconstruções do porvir.

Aproxima-se o momento em que se efetuará a aferição de todos os valores terrestres para o ressurgimento das energias criadoras de um mundo novo, e natural é que recordemos o ascendente místico de todas as civilizações que surgiram e desapareceram, evocando os grandes períodos evolutivos da Humanidade, com as suas misérias e com os seus esplendores, para afirmar as realidades espirituais acima de todos os fenômenos transitórios da matéria.

Esse esforço de síntese será o da fé reclamando a sua posição em face da ciência dos homens, e ante as religiões da separatividade, como a bússola da verdadeira sabedoria.

Diante dos nossos olhos de espírito passam os fantasmas das civilizações mortas, como se permanecêssemos diante de um "écran" maravilhoso.

As almas mudam a_indumentária_carnal, no curso incessante dos séculos; constroem o edifício milenar da evolução humana com as suas lágrimas e sofrimentos, e até nossos ouvidos chegam os ecos dolorosos de suas aflições.

Passam as primeiras organizações do homem e passam as suas grandes cidades, transformadas em ossuários silenciosos.

O tempo, como patrimônio divino do espírito, renova as inquietações e angústias de cada século, no sentido de aclarar o caminho das experiências humanas.

Passam as raças e as gerações, as línguas e os povos, os países e as fronteiras, as ciências e as religiões.

Um sopro divino faz movimentar todas as coisas nesse torvelinho maravilhoso. 

Estabelece-se, então, a ordem equilibrando todos os fenômenos e movimentos do edifício planetário, vitalizando os laços eternos que reúnem a sua grande família.

Vê-se, então, o fio inquebrantável que sustenta os séculos das experiências terrestres, reunindo-as, harmoniosamente, umas às outras, a fim de que constituam o tesouro imortal da alma humana em sua gloriosa ascensão para o Infinito.

As raças são substituídas pelas almas e as gerações constituem fases do seu aprendizado e aproveitamento;
as línguas são formas de expressão, caminhando para a expressão única da fraternidade e do amor , e os povos são os membros dispersos de uma grande família trabalhando para o estabelecimento definitivo de sua comunidade universal.

Seus filhos mais eminentes, no plano dos valores espirituais, são agraciados pela Justiça Suprema, que legisla no Alto para todos os mundos do Universo, e podem visitar as outras pátrias siderais, regressando ao orbe, no esforço abençoado de missões regeneradoras dentro das igrejas e das academias terrenas.

Na tela mágica dos nossos estudos, destacam-se esses missionários que o mundo muitas vezes crucificou na incompreensão das almas vulgares, mas, em tudo e sobre todos, irradia-se a luz desse fio de espiritualidade que diviniza a matéria, encadeando o trabalho das civilizações, e, mais acima, ofuscando o " écran" das nossas observações e dos nossos estudos, vemos a fonte de extraordinária luz, de onde parte o primeiro ponto geométrico desse fio de vida e de harmonia, que equilibra e satura toda a Terra numa apoteose de movimento e divinas claridades.

Nossos pobres olhos não podem divisar particularidades nesse deslumbramento, mas sabemos que o fio da luz e da vida está nas suas mãos. 

É Ele quem sustenta todos os elementos ativos e passivos da existência planetária. 

No seu coração augusto e misericordioso está o Verbo do princípio. 

Um sopro de sua vontade pode renovar todas as coisas, e um gesto seu pode transformar a fisionomia de todos os horizontes terrestres.

Passaram as gerações de todos os tempos, com as suas inquietações e angústias. 

As guerras ensangüentaram o roteiro dos povos nas suas peregrinações incessantes para o conhecimento superior. 

Caíram os tronos dos reis e esfacelaram-se coroas milenárias. 

Os príncipes do mundo voltaram ao teatro de sua vaidade orgulhosa, no indumento humilde dos escravos, e, em vão, os ditadores conclamaram, e conclamam ainda, os povos da Terra, para o morticínio e para a destruição.

O determinismo do amor e do bem é a lei de todo o Universo e a alma humana emerge de todas as catástrofes em busca de uma vida melhor.

Só Jesus não passou, na caminhada dolorosa das raças, objetivando a dilaceração de todas as fronteiras para o amplexo universal. 

Ele é a Luz do Principio e nas suas mãos misericordiosas repousam os destinos do mundo. 

Seu coração magnânimo é a fonte da vida para toda a Humanidade terrestre. 

Sua mensagem de amor, no Evangelho, é a eterna palavra da ressurreição e da justiça, da fraternidade e da misericórdia. 

Todas as coisas humanas passaram, todas as coisas humanas se modificarão. 

Ele, porém, é a Luz de todas as vidas terrestres, inacessível ao tempo e à destruição.

Enquanto falamos da missão do século XX, contemplando os ditadores da atualidade, que se arvoram em verdugos das multidões, cumpre-nos voltar os olhos súplices para a infinita misericórdia do Senhor, implorando-lhe paz e amor para todos os corações.


 Livro:- A Caminho da Luz

Francisco Cândido Xavier Mensagem ditada pelo Espírito EMMANUEL (recebida em 17- 8 -1938.)



quarta-feira, 29 de junho de 2016

A Mediunidade de Chico Xavier .....



A Mediunidade de Chico Xavier .....
Quais são os tipos e sinais dessa habilidade ?



Seguindo a base teórica estudada e difundida por pelo educador e pesquisador Allan Kardec, a Doutrina Espírita possui uma complexidade bastante profunda acerca dos tipos e manifestações que um corpo físico pode apresentar diante do contato com espíritos desencarnados; como é o caso da psicografia, mediunidade manifestada por Chico Xavier


Os tipos e sinais das manifestações de mediunidade

Manifestada por diversas pessoas, ou corpos físicos, a mediunidade é apresentada em diversas maneiras diferentes – como é o caso da psicografia de Chico Xavier – e é reconhecida a partir de sinais visualizados nos indivíduos sensíveis à presença dos espíritos.

Leia também: A Doutrina Espírita e os Ensinamentos de Chico Xavier ►

Tipos de mediunidade

Os tipos de mediunidade são diversos e segmentados nas mais complexas categorias, sendo elas descritas em detalhes no Livro dos Médiuns, de Allan Kardec

A característica sensitiva pode ser manifestada de maneira física, intuitiva, visual, auditiva, entre outras, sendo ela dada ao médium de acordo com sinais observados geralmente no período da infância. 

Veja quais são os principais tipos de mediunidade apresentados em um corpo sensitivo.

Efeitos Físicos:- são manifestados em médiuns com capacidades de produzir fenômenos materiais, como mover corpos inertes, produzir ruídos ou manifestações ostensivas.

Nesta categoria existem os facultativos, os quais têm consciência dos fenômenos que produzem; e os involuntários ou naturais, que são usados pelos espíritos e tornam-se inconscientes de suas faculdades;

Sensitivos ou Impressionáveis:- esse perfil, com a categoria sugere, é sensível à presença de espíritos no ambiente, geralmente por uma vaga impressão deles. 

Alguns dos médiuns com tal habilidade são capazes de sentir a individualidade, bem como índoles boas ou más do espírito em questão;

Audientes ou Clariaudientes:- conhecidos por ouvirem as vozes dos espíritos interessados em estabelecer uma comunicação, os médiuns audientes ou clariaudientes podem seguir, tanto uma voz interna quanto externa, sendo essa clara e distinta, como se escutassem uma pessoa viva;

Videntes ou Clarividentes:- ao contrário do que muitos imaginam com essa classificação, a vidência nada tem relação com o futuro neste caso, mas sim indivíduos dotados da habilidade de enxergar os espíritos. 

Estes podem vê-los tanto com os olhos abertos como fechados;

Psicofônicos:- manifestados pela fala, os espíritos se comunicam diante do acoplamento de seus perispíritos com os perispiritos dos médiuns que possuem tal habilidade;

Cura:- habilidade ainda bastante discutida – mesmo entre o meio espiritual – os médiuns com capacidade de cura podem faze-la pelo toque, por um gesto ou simples olhar, tudo por meio de magnetismo que sua sensibilidade espiritual emana;

Mecânicos:- a mediunidade mecânica se manifesta por meio de objetos presentes nas mãos do médium com tal habilidade. 

Com ele, itens como cestas ou lápis podem ser agitados ou arremessados, dependendo da índole e nível de evolução do espírito em questão. 

Médiuns como Chico Xavier, com o dom da psicografia também podem ser enquadrados nesta categoria;

Intuitivos:- também possível de abrigar médiuns psicógrafos como Chico Xavier, os intuitivos agem por meio da transmissão de pensamento entre o espírito desencarnado e o encarnado. 

Neste caso, o espírito guiará o médium para que este escreva ou exprima suas vontades, servindo como uma máquina, um intermediário entre o espírito e a mensagem que deve ser passada;

Inspirados:- os inspirados são os tipos de médiuns mais espontâneos e que mais têm a dificuldade em discernir pensamentos próprios de sugestões dadas por espíritos.

Neste tipo de mediunidade, os seres desencarnados atuam como anjos da guarda, guardando, guiando, aconselhando e fazendo com que o corpo encarnado sinta sua presença e tenha pressentimentos quando algo está errado.

Outros tipos de mediunidade também já foram descritos e relatados por Allan Kardec e demais seguidores da doutrina; entretanto, são tipos raros com poucas comprovações.
Leia também:- - A relação de Chico Xavier com a doutrina de Allan Kardec ►

Sinais de sensibilidade mediúnica

A sensibilidade mediúnica é bastante relativa e pode ser manifestada em diferentes períodos da vida, de diferentes formas e intensidades. 

No caso do médium Chico Xavier, seu dom se manifestou com quatro anos de idade, mas em outras pessoas pode ocorrer durante a vida adulta ou mesmo na velhice. 

Em geral, a mediunidade se desenvolve com maior facilidade em indivíduos com maior sensibilidade mental e sensorial.

Veja, a seguir, alguns dos sinais de manifestação da mediunidade e, ao se identificar com a maioria deles, procure saber sobre canalizar essa sensibilidade, controla-la e entender a importância de tal habilidade:-
• Suor excessivo em regiões como mãos e axilas, bem como pés gelados;

• Habilidade de controlar os acontecimentos em seus sonhos (facilidade em entrar no chamado sonho lúcido);

• Capacidade de sentir a dor do outro, bem como vibrações negativas ou positivas de determinada pessoa ou lugar;

• Enxergar ou sentir presenças que parecem não existir no ambiente em que estiver;

• Multidões lhe causam mal estar;

• Há mudanças frequentes e repentinas de humor, oscilando de um extremo desânimo a sentimentos de euforia;

• Antipatias sem motivo aparente;

• Sentimentos de angústia, de vazio e da falta de compreensão do outro para consigo;

Esses e outros sintomas são clássicos de um indivíduo com os primeiros sinais de uma mediunidade, a qual será manifestada de início em estado de desequilíbrio, uma vez que o médium ainda não conhece a doutrina a ponto de entender do que se trata e agir da melhor maneira para equilibra-la.


As Enfermidades Humanas e a Realidade Espiritual



As Enfermidades Humanas e a Realidade Espiritual

Reflito sobre um interessante artigo de um renomado psiquiatra, sobre a depressão, considerando-a como uma doença, um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo da história. 

E, como sabemos, muito atual e crescente, tida até como “o mal do século”. 

O referido médico, discorrendo sobre o problema, competentemente, esclareceu as possíveis causas, seus efeitos e correlação com alguns sintomas emocionais, no sentido patológico; citando as evidências que mostram alterações químicas no cérebro do  indivíduo afetado. 

E esclarecendo disse mais:-
- “[…] Principalmente com relação aos neurotransmissores (serotonina, noradrenalina e dopamina), que transmitem impulsos nervosos entre as células. 

Além de processos que ocorrem dentro das células nervosas, também envolvidos. 

Considerando, ainda, a necessidade do acompanhamento médico tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado, e ressaltando a predisposição individual, provavelmente genética.” […]


Meditando sobre tal, fiquei a imaginar o quão seria útil e deveras importante, a exemplo do problema  acima questionado, em agregar às imprescindíveis terapêuticas – psicológica e alopata; o conhecimento da nossa realidade espiritual:-
- De que nosso Espírito eterno, como tal, transfere de uma para outra existência (reencarnação) os distúrbios psicossomáticos preexistentes, essencialmente individuais, retidos em nossa estrutura mnemônica perispiritual. 

Sem que haja nenhuma contradição em relação às considerações medicinais supramencionadas. 

Posto que, o estudo objetivo, sério e mais aprofundado, dos postulados espíritas, demonstra, racional e sobejamente, que o essencial em nós é o Espírito, que se manifesta através da mente e por meio dos órgãos concernentes às atividades então desenvolvidas, sejam psíquicas ou mecânicas. 

Tal como refletiu e afirmou Albert Einstein (1879-1955):-
- A ciência sem religião é aleijada, a religião sem a ciência é cega.” 

E creio que a ideia de religião aí aplicada, seja no sentido de crença espiritual, segundo sua fé cristã.

Desse modo, ainda que nesse contexto o problema seja analisado e tratado, atribuindo-se como causa um distúrbio no sistema neurotransmissor; sua real origem, não raro, pode estar no quintessencial organismo perispiritual, ora manifestando os problemas de toda natureza e origem, do passado espiritual, por meio do corpo físico do indivíduo comprometido, em sua complexa estrutura orgânica e psíquica, do presente. 

E interessante seria, portanto, se assim pudesse ser conhecido e considerado pela medicina oficial, de algum modo. 

Embora saibamos que não seja tão fácil compreender bem tudo isso sem um estudo mais aprofundado sob o enfoque espírita, em seus aspectos – científicos e filosóficos, por seus conteúdos estruturais inerentes ao perispírito e ao organismo humano, sempre interligados e interdependentes. 

Mas, infelizmente, ainda, poucos se dão ao trabalho de pesquisar e estudar a tal respeito, o que ampliaria sobremaneira o conhecimento humano e o avanço da própria ciência. 

Para que tenhamos uma ideia, no contexto dessa realidade, eis como nos esclarece o Espírito Alexandre  e André Luiz, no Livro “Missionários da Luz”, cap. 4, psicografia de Chico Xavier; assim esclarecendo-nos:-
“… considerando que no círculo das enfermidades terrestres, cada espécie de micróbio tem o seu ambiente preferido, em seu campo infinitesimal, como o pneumococo, o bacilo de Eberth, de Hansen ou de Koch. …  

As doenças psíquicas são muito mais deploráveis.  

A patogênese da alma está dividida em quadros dolorosos. 

A cólera, a intemperança, os desvarios do sexo, as viciações de vários matizes, formam criações inferiores que afetam profundamente a vida íntima.  

Quase sempre o corpo doente assinala a mente enfermiça. 

A organização fisiológica, segundo conhecemos no campo das cogitações terrestres, não vai além do vaso de barro, dentro do molde preexistente do corpo espiritual.  

Atingido o molde em sua estrutura pelos golpes das vibrações inferiores, o vaso refletirá imediatamente. …  

Nas moléstias da alma, como nas enfermidades do corpo físico, antes da afecção existe o ambiente. … 

A cólera, a desesperarão, o ódio e o vício oferecem campo a perigosos germens psíquicos na esfera da alma. …


Corroborando estas verdades, eis um conceito do eminente codificador do Espiritismo – Allan Kardec:-
“ O Espiritismo e a Ciência se completam reciprocamente
- A Ciência, sem o Espiritismo, se acha na impossibilidade de explicar certos fenômenos só pelas leis da matéria; ao Espiritismo, sem a Ciência, faltariam apoio e comprovação.”  

Livro “A Gênese”

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Casa Arrumada


 
                                   Casa Arrumada

Casa arrumada é assim:-
- Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.

Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não centro cirúrgico, um cenário de novela. 
Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas… 
Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo:-
- Aqui tem vida…

Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar. 
Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha. 
Sofá sem mancha? 
Tapete sem fio puxado? 
Mesa sem marca de copo? 
Tá na cara que é casa sem festa. 
E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.

Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde. 
Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante, passaporte e vela de aniversário, tudo junto…

Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda. 
A que está sempre pronta pros amigos, filhos… 
Netos, pros vizinhos… 
E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia.

Arrume a casa todos os dias… 
Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo para viver nela… 
E reconhecer nela o seu lugar.
Texto “CASA ARRUMADA” 
Carlos Drummond de Andrade


Tatuagem Igual .....





Paizão faz tatuagem igual à cicatriz do filho com câncer para ajudar na autoconfiança do garotinho  Josh Marshall, de 28 anos de idade, mora com o pequeno Gabriel Marshall, seu filho de 8 anos de idade, em Kansas, nos Estados Unidos. 

Em março de 2015, a criança foi diagnosticada com uma forma de câncer chamada astrocitoma anaplásico, um raro tipo de tumor maligno no cérebro. 

No entanto, uma cicatriz na cabeça acabou afetando a confiança do rapaz — e foi quando o paizão resolveu fazer uma tatuagem para “combinar” com a do seu filho.

De acordo com Josh, Gabriel já está bem e, apesar de ainda ter uma parte do tumor em seu cérebro, novos exames mostram que sua situação é estável:-
- “Ele está bem e seu tratamento acabou há cerca de nove meses“, contou o pai ao BuzzFeed. 

No entanto, a cicatriz na cabeça acabou provocando problemas a longo prazo para o garotinho, que se sentia como “um monstro” por causa da cirurgia. 

“Isso quebrou meu coração“, contou o rapaz.

Sugerido pela Windows Store 
Foi então que ele resolveu fazer uma tatuagem que fosse igualzinha à cicatriz de seu filho:-
- “Eu disse que, se as pessoas queriam encarar [a cicatriz], elas poderiam fazer isso com nós dois“, contou o paizão.

Desde que o desenho foi feito, Josh publicou uma foto ao lado do filho — e o registro ganhou, inclusive, uma competição de “Melhor Pai Careca”, feita especialmente para o Dia dos Pais. 

A foto ganhou mais de 5 000 votos — na mensagem que acompanhava a foto, Josh escreveu:- “(…) 
 - Eu tatuei a cicatriz do meu filho para ajudá-lo com a sua autoconfiança“, explicou. 

Quem também adorou o desenho foi Gabriel, que diz que ela faz com que eles sejam praticamente “gêmeos”. 

Muita fofura, não é mesmo?

domingo, 26 de junho de 2016

Prece de proteção espiritual (ESE, Allan Kardec)


Espíritos Amados, Anjos Guardiães, vós a quem Deus, na sua infinita misericórida, permite velarem, pelos homens, sede o  nosso amparo nas provas desta vida terrena.

Dai-nos a Força, a Coragem e a Resignação; 
inspirai-nos na senda do bem, detendo-nos no declive do mal;
que vossa doce influência impregne as nossas almas; 
fazei que sintamos a presença, ao nosso lado, de um Amigo Devotado, que assista os nossos sofrimentos e participe das nossas alegrias.

E vós, meu Anjo Bom, nunca me abandoneis.

Necessito de toda a vossa proteção, para suportar com Fé e Amor as provas que  Deus quiser enviar-me.

Que assim seja !




O futuro de uma criança vale todo o sacrifício - Vídeo Emocionante





Um pai que mente todos os dias para sua filha ... 
Emocionante! 
 

sábado, 25 de junho de 2016

Sou como um Livro


Sou como um Livro

Sou como um livro. 

Há quem me interprete pela capa. 

Há quem me ame apenas por ela. 

Há quem viaje em mim. 

Há quem viaje comigo. 

Há quem não me entenda. 

Há quem nunca tentou. 

Há quem sempre quis ler-me. 

Há quem nunca se interessou. 

Há quem leu e não gostou. 

Há quem leu e se apaixonou. 

Há quem apenas busca em mim palavras de consolo. 

Há quem só perceba teoria e objetividade. 

Mas, tal como um livro, sempre trago algo de único... o melhor de mim.

Começar de novo


Começar de novo

"Erros passados, tristezas contraídas, lágrimas choradas, desajustes crônicos!...

Às vezes, acreditas que todas as bênçãos jazem extintas, que todas as portas se mostram cerradas à necessária renovação!...
 
Esqueces-te, porém, de que a própria sabedoria da vida determina que o dia se refaça cada manhã.
 
Começar de novo é o processo da Natureza, desde a semente singela ao gigante solar. 

Se experimentaste o peso do desengano, nada te obriga a permanecer sob a corrente do desencanto.

Reinicia a construção de teus ideais, em bases mais sólidas, e torna ao calor da experiência, a fim de acalentá-los em plenitude de forças novas.

O fracasso visitou-nos em algum tentame de elevação, mas isso não é motivo para desgosto e autopiedade, porquanto, freqüentemente, o malogro de nossos anseios significa ordem do Alto para mudança de rumo, e começar de novo é o caminho para o êxito desejado.

Temos sido talvez desatentos, diante dos outros, cultivando indiferença ou ingratidão; no entanto, é perfeitamente possível refazer atitudes e começar de novo a plantação da simpatia, oferecendo bondade e compreensão àqueles que nos cercam.

Teremos perdido afeições que supúnhamos inalteráveis; todavia, não será justo, por isso, que venhamos a cair em desânimo.

O tempo nos permite começar de novo, na procura das nossas afinidades autênticas, aquelas afinidades suscetíveis de insuflar-nos coragem para suportar as provações do caminho e assegurar-nos o contentamento de viver.

Desfaçamos-nos de pensamentos amargos, das cargas de angústia, dos ressentimentos que nos alcancem e das mágoas requentadas no peito!...

Descerremos as janelas da alma para que o sol do entendimento nos higienize e reaqueça a casa íntima. 

Tudo na vida pode ser começado de novo para que a lei do progresso e do aperfeiçoamento se cumpra em todas as direções.

Efetivamente, em muitas ocasiões, quando desprezamos as oportunidades e tarefas que nos são concedidas na Obra do Senhor, voltamos tarde a fim de revisá-las e reassumi-las, mas nunca tarde demais."

                                           Emmanuel
                                            Francisco Cândido Xavier


sexta-feira, 24 de junho de 2016

Não desista do Bem


Não desista do Bem

"Seja qual for a dificuldade, persevera no Bem.

Fracasso é lição.

Dor é porta de acesso a esferas superiores.

Quem te agride não te conhece por dentro.

Os que te desprezam, desconhecem tua essência.

Pensa no Bem e esquece o mal.

Rompe as algemas que te atam ao pessimismo.

Mentaliza o progresso e abraça a tarefa nobilitante.

O tempo tudo encaminha e a tudo corrige.

Entra no clima da prece sincera, em cuja atmosfera ouvirás a voz do Mais Alto.

Segue para frente, confiando em Deus e em ti.

A felicidade do amanhã começa no pensamento que cultivares agora.

Abraça o ideal elevado, entregando-te ao Bem possível.

No final, a vitória será sempre do amor."

Irmã Scheilla 
Chico Xavier