Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 31 de outubro de 2012






“Abandonar o corpo é semelhante à mudança de uma casa ocupada por alguns anos para outra. 

O ato de mudar de uma casa é físico; isso não lhe afeta. 

Do mesmo modo, nascimentos e mortes não afetam a alma suprema, presente dentro de você. 

Para escapar deste ciclo de nascer repetidamente, entoação do Om é um instrumento potente. 

Todos os longos anos de vida devem ser utilizados para esse momento final de consumação. 

Sua mente deve estar fixa na entoação do Om quando o corpo for descartado. 

Você arrota o odor do alimento que acabou de comer; seu último pensamento indica o alimento que foi assimilado. 

Seu progresso está de acordo com sua prática espiritual. 

Portanto, esteja ciente da necessidade de fixar sua mente em pensamentos santos quando o corpo for descartado. 

E isso é possível quando você mergulha em pensamentos santos, a todo o momento, e pratica-os incessantemente.”


Aprendizado e transformação do SER





Ao tomarmos consciência de nossa individualidade que somos seres em evolução, começamos nossa jornada de exploração num mundo virgem, cheio de possibilidades e aquisições íntimas tão singulares que nos transforma gradualmente, produzindo reflexos genuínos no grupo em que pertencemos, quando temos a atitude do compartilhar.

A sugestão seguinte vem com a reflexão que podemos ter, quando ao compararmos o progresso exterior, buscando novos horizontes, olhando-nos no espelho podemos ver refletida nossa imagem, ou seja, a necessidade de explorarmos e descobrirmo-nos parte deste processo de evolução planetária. 


Não somos a parte, mas sim fundamentais no desenvolvimento e transição deste agora. 

Agindo com desvelo e amor para conosco, podemos potencializar nosso querer, abrindo as portas de um processo saudável e gradual para uma evolução interior. 

Olhos para ver, ouvidos para ouvir e sabedoria para aceitar, nos coloca na posição de observadores atentos deste mundo interior, explorando com amor novos ares, sem os pré-julgamentos enraizados de outros tempos, derrubamos barreiras para atingir nossa própria essência divina,  muito generosa e paciente aguardando-nos neste contato amigo e sutil, que acontece em diferentes momentos de nossa jornada, se tornando intenso e reflexivo a cada aprendizado. 

Com coragem e determinação podemos seguir em frente, praticando o servir, vivenciando com desprendimento e amor. 

Obtendo assim a capacidade de amar os diferentes tipos de amor que virem, ou já estarem em nossa linda caminhada.

Em todos os momentos, nos apoiemos na PAZ !!!



terça-feira, 30 de outubro de 2012

A dimensão dos problemas






Durante a grande jornada terrena rumo à evolução, todos nós passaremos por diversas situações, dificuldades, problemas e aflições. 

Tudo isso é inevitável devido ao grau evolutivo em que nos encontramos. 

Contudo, devemos ter em mente que o tamanho das dificuldades ou problemas depende da dimensão que dermos a eles. 

Não passamos por dificuldade à toa. 

Tudo neste mundo tem uma razão.

Deus nosso Pai sabe quais as razões. 

Certamente é a lição e aprendizado que necessitamos nesta escola da vida. 

Por outro lado, Deus sempre nos dá as ferramentas para resolvermos as questões. 

Assim, nos momentos de dificuldades procuremos manter a serenidade e a confiança em nosso Pai, fazendo a nossa parte. 

Temos todas as condições para resolver e superar as dificuldades que se apresentam para nós, bastando para isso, que aprendamos a não dar uma dimensão maior aos problemas do que realmente se apresentam a nós. 

Para tudo há um remédio. 

Com a mente tranquila, confiante e serena temos todas as condições para sairmos vitoriosos.

 

A Prece é fundamental





Não nos damos conta do quão importante é a prece em nossas vidas. 

Pela prece nos ligamos a Deus, e, nesse momento haurimos forças que nos alimentam a alma, e nos encorajam a prosseguir nos embates que se fazem necessários ao nosso crescimento e evolução. 
 
A prece é o bálsamo para as nossas dores, sejam elas físicas, morais, emocionais ou espirituais. 

A prece é a nossa linha direta com Deus. 

Por isso, seja qual for a dificuldade pela qual esteja passando, lembre-se da prece. 
 
Converse com Deus, abra o seu coração e tenha a certeza de que será ouvido. 

Logo você sentirá um grande alívio, ânimo e coragem para prosseguir. 

Com Deus tudo podemos!
 

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Eu ouvi Deus





Outro dia eu levantei chateada já pensando nos inúmeros problemas que eu tinha para resolver naquele dia, um gosto amargo na boca, dores pelo corpo e uma angústia esquisita me invadia a alma e dizia que eu não havia dormido bem.

Eu não tinha idéia de "por onde começar"...

Quando sai para a rua fui surpreendida por um dia maravilhoso, um sol "gostoso" iluminava um céu azul quase sem nuvens, e eu tive a impressão de que Deus queria falar comigo.

Continuei caminhando e nas árvores da praça perto de casa, dezenas de passarinhos cantavam alegres e disputavam alimentos com uma barulheira festiva, e senti que Deus queria falar comigo.

Olhei para as flores daquele Jardim e me lembrei de Jesus falando aos antigos:-

- (LC 12:27) "Olhai os lírios no campo, como eles crescem; não trabalham, nem fiam; e digo-vos que nem ainda Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles.", e mais uma vez senti que Deus queria falar comigo.

Angustiada com meus problemas que pareciam ser os mesmos sempre, parecia que eu nunca iria sair daquele círculo de aflições, quando percebi que minhas pernas estavam me levando por todos os lugares que eu queria, mesmo sem eu ordenar nada, que meus braços eram fortes e eu poderia utilizar essa força para o trabalho, e que meu cérebro possuía ainda um raciocínio muito rápido, e mais uma vez percebi que Deus queria falar comigo.

Percebi então, quanto tempo eu estava perdendo amando quem não me amava, trabalhando onde não me sentia feliz, fazendo coisas somente para agradar quem nunca mereceu, desejando coisas que eu nem sabia se me fariam felizes, buscando um Deus da guerra para vencer meus inimigos, quando Deus é só amor.

Então compreendi que a felicidade está onde nós estamos, onde está o nosso coração e nesse dia eu ouvi Deus.
                      Autor:- Paulo Roberto Gaefke 


Oração Refazente



     ... Almas da Terra!

 

- Quando o fragor das inquietações estiver a ponto de  estraçalhar-vos; 
- se nas encruzilhadas não souberdes o caminho a seguir e todas as rotas vos parecerem acesso a abismos; 
- quando insuportável desesperação vos houver arrastado a conclusões infelizes que vos pareçam ser a única solução;
- quando os infortúnios, em vos excruciando, tenderem a tornar-vos indiferentes ao próprio sofrimento — 
tendes o veículo da oração e dispondes do acesso à meditação remediadora! 

Talvez não vos sejam supressos os problemas, nem afastadas as dificuldades. 

No entanto, dilatareis a visão, para melhor e mais apurado discernimento; lobrigareis mais ampla compreensão da vida e das suas legítimas realidades; experimentareis a presença de forças ignotas, que vos penetrarão, vitalizando-vos; elevar-vos-eis a zonas psíquicas relevantes, donde volvereis saturados de paz, com possibilidades de prosseguirdes, não obstante quaisquer difíceis conjunturas existentes ou por existirem. 

Porque a prece apazigua e a meditação refaz; a oração eleva, enquanto a reflexão sustenta; o pensamento nobre, comungando com Deus, em Deus haure a vida, e dialogando, em conúbio de amor, extravasa as impurezas e se impregna com as sublimes vibrações da afetividade, que se converte em força dinâmica, para sustentar as combalidas potencialidades que, então, se soerguem e não mais desfalecem.

Não vos arrojeis desastradamente nas valas da ira irrefreável ou
nas vagas da insensatez. 

Antes que vos assaltem os demônios do crime, erguei-vos do caos, pensando e orando.

Há ouvidos atentos que captarão vossos apelos e cérebros poderosos
que emitirão mensagens-respostas, que não deveis desconsiderar.

Amores que vos precederam no além-túmulo vigiam e esperam por vós,
amam e aguardam receptividade.

Não vos enganeis, nem vos desespereis vãmente. 

Tende tento! 

Falai ao Pai na prece calma e silenciai para O ouvirdes, através da inspiração clarificadora.

Nada exijais. 

Quem ora, não impõe. 

Orar é abrir a alma, externar estados íntimos, refugiar-se na divina sabedoria, a fim de abastecer-se de entendimento, penetrando-se de saúde interior...

E quando retornardes da incursão pela prece, exultai, apagando as
sombrias expressões anteriores, superando as marcas das crises sofridas e espargindo alegrias, em nome da esperança que habitará em vós.

Trabalhando pelo bem, o homem ora.


Orando, na aflição ou na alegria, o homem trabalha. 

E orando conseguirá vencer toda tentação, integrar-se com plenitude no espírito da vida, que flui da Vida Abundante, com forças superiores para trabalhar e vencer...


 
Victor Hugo

Sublime Expiação, Victor Hugo 
Ed. FEB, 7ª ed., 1992, pág. 145

Fonte:-
"A prece segundo os Espíritos"
 coletânea mediúnica ilustrada 
Divaldo Pereira Franco 
Diversos Espíritos 
 Org. por Washington Luiz Nogueira Fernandes


domingo, 28 de outubro de 2012

Colônias Espirituais





Colônias espirituais são cidades no plano espiritual, onde vivem os desencarnados.
 
Vejamos um resumo do que Patrícia nos relata em seu livro Vivendo no Mundo dos Espíritos:-
- “Em todos os locais em que há cidades materiais há um espaço espiritual e nele ficam os postos de socorro* e as colônias. 

Pequenas localidades de encarnados, como vilas e cidadezinhas, também têm seu espaço espiritual, só que às vezes não têm colônias e seus habitantes, ao desencarnar e se tiverem condições, vão para as colônias vizinhas. 

Cada cidade na Terra possui seu núcleo espiritual correspondente. 

A Índia e o Tibete têm colônias encantadoras, de uma arquitetura diferente, em que usam muito a cor dourado-clara.”

Existem vários tipos de colônias espirituais, com várias finalidades. 

As colônias não são iguais, mas a maioria possui a mesma base organizacional, com sistemas de defesa, hospitais, escolas, jardins, praças, locais para reuniões e palestras, governadoria, entre outros, sempre de acordo com a finalidade específica de cada local.

Patrícia, em Vivendo no Mundo dos Espíritos, nos fala a respeito das colônias de estudo:-
- “as colônias de estudo são somente uma escola ou universidade. 

Nelas há alojamentos para os professores e para os alunos, salas de aula, bibliotecas e imensas salas de vídeo.”

No livro A Casa do Escritor, Patrícia fala-nos sobre a colônia de mesmo nome, destinada ao estudo dos desencarnados que pretendem trabalhar, junto aos médiuns encarnados, ditando textos, através da psicografia. 

Os desencarnados que irão reencarnar como médiuns também passam um período preparando-se para tal missão estudando em colônias como esta. 

Os desencarnados ligados às colônias de estudos também associam-se, através da inspiração, a jornalistas e escritores encarnados. 

A casa do escritor é móvel, ou seja, movimenta-se no plano espiritual, levando seus habitantes aonde seja mais necessária sua presença. 

Vejamos um resumo do que ela nos conta a respeito dessa colônia:-
- “A colônia de estudo não tem sistema de defesa. 

Todos os que nela habitam vibram numa mesma intensidade, sustentando-a. 

E só consegue vê-la quem vibra igual. 

A colônia está suspensa no ar, como que em cima de uma grande e sólida nuvem. 

Para os encarnados, no lugar não existe nada, não é perceptível à visão deles e, também, dos desencarnados que não se sintonizam com suas vibrações.”

Em A Casa do Escritor, Patrícia descreve ainda a colônia Triângulo, Rosa e Cruz, uma colônia intermediária entre o Oriente e o Brasil, habitada por orientais e brasileiros. 

Está localizada no espaço ao centro do Brasil, não muito longe da colônia Nosso Lar, um pouco mais para o norte.

Nosso Lar, por sua vez, é uma colônia situada no espaço espiritual do Rio de Janeiro e que nos foi descrita por André Luiz através do livro homônimo, assim como no livro “Cidade no Além”, onde a médium Heigoriana Cunha, através de desdobramento espiritual durante o sono (amparada pelo Espírito Lucius), visitou por várias vezes a cidade e por conta desta experiência (logo após o retorno desses seus desdobramentos), pôde realizar desenhos mediúnicos mostrando o plano piloto da colônia, alguns de seus edifícios e sua localização nas esferas espirituais da Terra, além de nos passar algumas informações a respeito desta maravilhosa colônia.




Tem que ser o melhor ?





A obsessão pelo melhor 
Leila Ferreira



 
Recebi esse texto por e-mail e achei o conteúdo digno de ser publicado... 
 
Boa Leitura!

"Estamos obcecados com 'o melhor'. 
 
Não sei quando foi que começou essa mania, mas hoje só queremos saber do "melhor". 
 
Tem que ser:-
- o melhor computador, 
- o melhor carro, 
- o melhor emprego, 
- a melhor dieta, 
- a melhor operadora de celular, 
- o melhor tênis, 
- o melhor vinho.

 Bom não basta. 
 
O ideal é ter o top de linha, aquele que deixa os outros pra trás e que nos distingue, nos faz sentir importantes, porque, afinal, estamos com 'o melhor'. 
 
Isso até que outro "melhor" apareça e é uma quetão de dias ou de horas até isso acontecer.  

Novas marcas surgem a todo instante. 
 
Novas possibilidades também. 
 
E o que era melhor, de repente, nos parece superado, modesto, aquém do que podemos ter. 
 
O que acontece, quando só queremos o melhor, é que passamos a viver inquietos, numa espécie de insatisfação permanente, num eterno desassossego. 
 
Não desfrutamos do que temos ou conquistamos, porque estamos de olho no que falta conquistar ou ter.

Cada comercial na TV nos convence de que merecemos ter mais do que temos. 
 
Cada artigo que lemos nos faz imaginar que os outros (ah, os outros...) estão vivendo melhor, comprando melhor, amando melhor, ganhando melhores salários.

Aí a gente não relaxa, porque tem que correr atrás, de preferência com o melhor tênis. 
 
Não que a gente deva se acomodar ou se contentar sempre com menos. 
 
Mas o menos, às vezes, é mais do que suficiente.

                                                                                    
Se não dirijo a 140, preciso realmente de um carro com tanta potência? 
 
Se gosto do que faço no meu trabalho, tenho que subir na empresa e assumir o cargo de chefia que vai me matar de estresse porque é o melhor cargo da empresa? 
 
E aquela TV de não sei quantas polegadas que acabou com o espaço do meu quarto? 
 
O restaurante onde sinto saudades da comida de casa e vou porque tem o 'melhor chef'? 
 
Aquele xampu que usei durante anos tem que ser aposentado porque agora existe um melhor e dez vezes mais caro? 
 
O cabeleireiro do meu bairro tem mesmo que ser trocado pelo "melhor cabeleireiro"?

Tenho pensado no quanto essa busca permanente do melhor tem nos deixados ansiosos e nos impedido de desfrutar o 'bom' que já temos.

 A casa que é pequena, mas nos acolhe. 
 
O emprego que não paga tão bem, mas nos enche de alegria. 
 
A TV que está velha, mas nunca deu defeito. 
 
O homem que tem defeitos (como nós), mas nos faz mais felizes do que os homens 'perfeitos'. 
 
As férias que não vão ser na Europa, porque o dinheiro não deu, mas vai me dar à chance de estar perto de quem amo... 
 
O rosto que já não é jovem, mas carrega as marcas das histórias que me constituem. 
 
O corpo que já não é mais jovem, mas está vivo e sente prazer.

 Será que a gente precisa mesmo de mais do que isso? 
 
Ou será que isso já é o melhor e na busca do 'melhor' a gente nem percebeu?"

"Sofremos demais pelo pouco que nos falta e alegramo-nos pouco pelo muito que temos."
Shakespeare

Sobre a autora:- Leila Ferreira - Jornalista mineira com Mestrado em Letras e Doutora em Comunicação em Londres, e que optou por viver uma vida mais simples, em Belo Horizonte

Um grande abraço
Vania
 Texto copiado do Blog:- 
http://garotas-vintage.blogspot.com.br/



sábado, 27 de outubro de 2012

O que é viver bem..........




Um  repórter  perguntou  à Cora Coralina  o  que é viver  bem.
  Ela disse:-
  - "Eu não tenho medo dos anos e não penso em velhice. 
E  digo prá você, não pense.  
Nunca diga estou envelhecendo,  estou  ficando velho. 
Eu não digo.
  Procuro  sempre  ler e  estar  atualizada  com os  fatos  e  isso me ajuda a vencer as dificuldades da vida.  
O  melhor roteiro é ler e praticar o que lê. 
O bom é produzir sempre e não dormir de dia.
  Também  não  diga  prá  você  que está ficando esquecida, porque assim você fica mais.
  Nunca digo que estou doente, digo sempre:-
estou ótima.
Eu não digo nunca que estou cansada. 
Nada de palavra negativa.
Quanto mais você diz estar ficando cansada e esquecida, mais esquecida fica. 
Você vai se convencendo daquilo e convence o outro.
Então, silêncio!
Sei que tenho muitos anos.
Sei que venho do século passado e que trago comigo todas as idades, mas não sei se sou velha não.
Você acha que eu sou?
Posso dizer que sou a terra e nada mais quero ser.
Convoco os velhos como eu, ou mais velhos que eu, para exercerem seus direitos.  
Sei que alguém vai ter que me  enterrar, mas eu não vou fazer isso comigo. 
Tenho consciência de ser autêntica e procurar superar todos os dias a minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra  vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.
O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade.
Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. 
Digo o que penso, com esperança.
Penso no que faço, com fé.
Faço o que devo fazer, com amor.
Eu me esforço para ser cada dia melhor,  pois  bondade também se aprende. 
Mesmo que tudo parece desabar, cabe a mim entre rir ou chorar,  ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho da vida, que o mais importante é o decidir".
  
   
                                  Sábia lição de vida!

                     Aproveitemos estes ensinamentos!
 
 

Instantes de Reflexão





Cada vez mais a luta pela sobrevivência transforma-se em desafio e temos que redobrar todas as forças para vencê-lo.

A competição fica maior, o tempo menor.

A Humanidade cresce, os espaços diminuem...

Em verdade, no corre corre interminável para realizar nossos sonhos, lembramos de mil coisas à nossa volta, mas nos esquecemos de nós mesmos.

Tudo nos é importante e, ao final, esquecemos da importância que nós temos...  
 
Assim, vamos refletir sobre as lições de sabedoria que nos oferece Inácio Dantas:-
- Não se rebele contra quem o ama.

Às vezes num momento de fúria dizemos coisas ou praticamos atos impensados.

E aí pode ser tarde...

Quando a língua perde o controle da voz o que fica no ar é uma nuvem de agressão.

E se os seus movimentos se descoordenam, os gestos saem como duras ofensas.

E ofender que nos ama é  abrir uma ferida na alma.

Ela fica acesa e não cicatriza por longo tempo.

- Devemos ter bom senso para discernir:-
-  que o amor é maior que o ódio,

- que a razão sempre vence a emoção e que uma palavra amiga pode cessar uma guerra.

Enterneça seu coração e apascente-o.

Inflame sua alma com fluídos do alto astral.

Ponha doçura nos seus gestos.

Abrace quem o ama e seque lágrimas de quem o abraçou com o seu manto da alegria.

Saiba, por fim, que existem pessoas que o amam e que até morrem para dar-lh vida.

Não reclame que você não tem o que nos outros sobra.

Nem espere sentado na cadeira do ócio que braços invisíveis venham operar por você.

As boas coisas da vida estão à disposição de todos que se dispuserem a conquistá-las com esforço e luta.

 Deus nos dotou de um cérebro, corpo e membros para lutarmos em condições de igualdade pelo pão nosso de cada dia.

Dê um basta às reclamações!

Não fique estático esperando por um milagre.

Se você quer ter, edifique as vigas do seus querer.

Erga-se e apóie-se em si mesmo.

Ponha os músculos em ação, os ossos em movimento.

Pensamento reto, corpo ereto!

Não espere:-
- Vá ao encontro de.
- Repire,
- Inspire,
- Transpire e
- Construa !!!

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

O Valor do Sorriso








O Valor do Sorriso  
André Luiz

Senhor, não permita jamais que eu me esqueça de sorrir com o coração - e sorrir muito, todos os dias!


Quando raiar o sol e meus olhos se abrirem para a vida, que o sorriso seja a meu primeiro louvor, agradecendo o novo dia que amanhece!...


Em meu lar, que seja ele o precursor da palavra serena e do diálogo amistoso, para que meus familiares, assim como eu, possam iniciar o seu dia entre as melhores vibrações de paz e bom ânimo!

Sem a claridade do riso, tudo é mais triste, sombrio!...

Sem a bênção da alegria, os semblantes são frios e as palavras rudes, qual que imensa desolação envolvesse a todos, negando-lhes desenvoltura e euforia - acompanhantes obrigatórios das determinações felizes!...

Sorrir alivia o coração e desafoga a alma, recolocando harmonia e pacificação no lugar da irritação e do mau humor. 
Trazer a luz do sorriso no rosto é iluminar estradas e transeuntes, fazendo de seu portador um pequenino imã a atrair simpatia e cooperação...


Aquele que sorri sinaliza o Bem, aonde quer que esteja.


Abençoa-me hoje, Senhor, e faz de mim um foco de alegria a espargir o melhor aos meus companheiros de estrada, para que amanhã, quando eu estiver triste e desanimado, o sorriso que eu despertei nos outros possa ser o remédio salutar que me trará de volta a vontade viver e lutar, porque o sorriso é assim como um raio de luz:-
embora pequeno transpassa todas as sombras, e onde toca sempre produz calor, alegria e refazimento...


                                             Assim seja!

Casamento




Casamento

Não basta casar-se. Imperioso saber para quê.
Dirás provavelmente que a resposta é óbvia, que as criaturas abraçam o matrimônio por amor.


O amor, porém, reclama cultivo. 
E a felicidade na comunhão afetiva não é prato feito e sim construção do dia-a-dia.

As leis humanas casam as pessoas para que as pessoas se unam segundo as Leis Divinas.

Se desposaste alguém que te constituía o mais belo dos sonhos e se encontras nesse alguém o fracasso do ideal que acalentaste, é chegado o tempo de trabalhares mais intensivamente na edificação dos planos que ideaste de início.

Ergueste o lar por amor e tão-só pelo amor conseguirás conservá-lo.


Não será exigindo tiranicamente isso ou aquilo de quem te compartilha o teto e a existência que te desincumbirás dos compromissos a que te empenhaste.

Unicamente doando a ti mesmo em apoio da esposa ou do esposo é que assegurarás a estabilidade da união em que investiste os melhores sentimentos.

Se sabes que a tolerância e a bondade resolvem os problemas em pauta, a ti cabe o primeiro passo a fim de patenteá-las na vivência comum, garantindo a harmonia doméstica.

Inegavelmente não se te nega o direito de adiar realizações ou dilatar o prazo destinado ao resgate de certos débitos, de vez que ninguém pode aceitar a criminalidade em nome do amor. 
Entretanto, nos dias difíceis do lar recorda que o divórcio é justo, mas na condição de medida articulada em última instância. 
E não te esqueças de que casar-se é tarefa para todos os dias, porquanto somente da comunhão espiritual gradativa e profunda é que surgirá a integração dos cônjuges na vida permutada, de coração para coração, na qual o casamento se lança sempre para Mais Alto, em plenitude de amor eterno. 


 

                                     
Na Era do Espírito 
                                             Emmanuel
                              Francisco Cândido Xavier