Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 21 de abril de 2017

A vida numa xícara de chá


A vida numa xícara de chá
Em seu livro “Só o amor é real” (editora Salamandra), o escritor Brian L. Weiss cita uma lição de vida, ensinada pelo monge budista e filosofo vietnamita Thich Nhat Hanh. 

Nela, o sábio faz uma analogia entre a maneira correta de se saborear uma xícara de chá e a maneira certa de se viver.

Ensina o monge que temos de estar completamente conscientes do tempo presente, para usufruir do verdadeiro prazer com o chá. 

Somente assim seremos capazes de sentir o agradável calor da xícara em nossas mãos. 

Somente estando no momento presente poderemos sentir o aroma e o sabor da bebida e apreciá-la em todo o seu requinte.

Se estivermos presos a problemas do passado, ou preocupados com as possibilidades do futuro, a experiência de saborear a xícara de chá nos fugirá por completo. 

Quando nos dermos conta, o chá já terá acabado e não teremos desfrutado de seus prazeres.

A vida é exatamente assim. 

Se não estivermos inteiramente no momento presente, quando olharmos à nossa volta, de repente, perceberemos que a vida terá passado, que aquela porção de nossa vida terá acabado. 

E não a teremos desfrutado

Teremos deixado de sentir o contato, a experiência, o prazer, o aroma, o requinte e a beleza daquele pedaço de nossa vida. 

E, se insistirmos nessa postura, finalmente veremos que toda nossa vida haverá passado, sem a termos vivido.

A lição que podemos tirar dessas palavras é exatamente aquela que já estamos cansados de saber, mas insistimos em esquecer:-
“O passado terminou e devemos deixá-lo para trás. 

O futuro ainda não chegou e não devemos nos preocupar com ele.”.  

Somente o presente pode ser vivido e saboreado.  

Somente no presente podemos fazer alguma diferença em nossas vidas – e ter prazer de viver, vivendo plenamente nossas emoções.

Quando paramos de ruminar a respeito do que já aconteceu, e que não tem mais reparo, e deixamos de nos preocupar com o que talvez nunca venha a acontecer, então passamos a viver o presente e começamos a sentir a alegria de existir a cada momento, um pouco de cada vez, fluindo através da vida, sorvendo cada porção de nossa existência.

É dessa maneira que aprendemos a valorizar cada momento de nossa vida.

Assim, quando você estiver feliz, vivendo no presente e curtindo o momento presente, como a bênção que ele realmente é, e alguém lhe perguntar “O que está havendo com você? 

Por que você está tão feliz?”, lembre-se da lição do monge e diga simplesmente:-
- “Estou tomando uma xícara de chá!”.

E isso lhe trará à mente mais uma vez a importância de estar vivendo intensamente aquele instante, sendo feliz naquele momento. 

E isso aumentará a sua felicidade.

Mas, quando estiver ansioso, angustiado, preocupado, ruminando o passado ou preocupado com o futuro, diga a si mesmo:-
- “Relaxe! Tome uma xícara de chá!”. 

 E, como num passe de mágica, você voltará sua mente imediatamente para o seu presente, onde todas as tensões se reduzem, onde tudo é palpável, onde o seu prazer e suas emoções podem ser vividas.

Passe a viver no presente, procurando curtir o que vive, desligando-se do passado e do futuro. 

E a vida se tornará mais simples… Infinitamente mais simples e prazerosa.

Quando você se sentir perdido em meio às angústias do futuro e as tristezas do passado, lembre-se:-
- Relaxe, respire fundo, sente-se confortavelmente e imagine-se tomando uma xícara de chá, e curtindo cada uma das suas sensações. 

E seja bem-vindo, de volta à sua vida!

Pense sobre isso!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário